Color Echo

Color Echo
Gostou da postagem? Compartilhe na sua rede!

Hits: 38

Color Echo: uma nova interação com as cores.

O Color Echo tem como objetivo ser uma ferramenta de facilitação na identificação de cores, sendo uma versão física da ferramenta “conta gotas”, presente em diversos programas de produção visual e design. Trata-se da possibilidade de identificar cores presentes no mundo físico convertidas em padrão RGB (Vermelho, Verde e Azul), com finalidade de auxiliar tanto na identificação em si, quanto na criação de identidades visuais e paletas de cores, a partir de uma cor principal presentes no mundo real, tornando todo o trabalho criativo mais preciso.

O Projeto

O projeto foi desenvolvido na disciplina de Projeto Final do ultimo ano do curso de informática do Tecpuc e funciona com um sensor de cores RGB (TCS3200), o módulo Ethernet W5100 e um Arduino Uno.

Sensor TCS3200:

O sensor TCS3200 funciona com fotodiodos para a detecção de luz e um conversor de corrente para frequência. A saída é uma onda quadrada diretamente proporcional à irradiação, a qual pode ser escalonada por meio de dois controladores de entrada (pinos S0 e S1). As células do sensor são organizadas numa matriz quadricular de 8×8, sendo 16 destas com filtro vermelho, 16 com filtro verde, 16 com filtro azul e 16 sem filtro.

O sensor é conectado ao Arduino por meio dos pinos 2 e 5 para os escalonadores (S0 e S1), 6 e 7 para os pinos que controlam as células de leitura de cor (S2 e S3) e 3 para os leds do sensor.

 

Placa Ethernet W5100:

A placa Ethernet é o que possibilita a conexão do Arduino com a Internet. Para tal, ela é programada com um endereço MAC e um IP e é alimentado com 5V pelo Arduino no qual o módulo é acoplado. Ele é utilizado neste projeto para enviar as variáveis de cor recebidas pelo Arduino por meio do sensor TCS3200 para uma página web, a qual é mantida no seu endereço IP.

Todos os componentes são conectados de acordo com o esquema abaixo:

 

O módulo Ethernet e o Arduino devem ser devidamente conectados, o que não é prático de demonstrar com o Fritzing (Software gratuito para desenho dos circuitos esquemáticos).

O sensor é alimentado pela fonte de 5V do Arduino, possui 4 filtros que podem ser lidos: vermelho, verde, azul e sem filtro; e usa a função pulseIn() para ler a frequência recebida entre  esses canais. Para ler corretamente as cores, é necessário que seja feita a calibração perfeita do sensor para todos os canais.

Após a leitura da frequência da cor pelo sensor e a interpretação e conversão para RGB no Arduino, esse valor é enviado via GET para o site do Color Echo. Nele, após fazer log in, o usuário pode enviar e salvar as cores, que então são também convertidas para hexadecimal, assim como montar uma paleta a partir das cores lidas. A estrutura externa foi modelada em 3D e impressa em ABS.

 

Resultado final:

Alexandra Forcelius

Alexandra Forcelius

Aluna 4º ano de Informática do TECPUC, sou uma entusiasta em eletrônica, sempre em busca de novos conhecimentos nessa e em outras áreas. Busco ajudar o mundo de alguma forma por meio dos conhecimentos obtidos e de ideias inovadoras. Além da informática eu me interesso muito por esportes, o futebol em especial, e espero que no futuro possa conciliar essas duas paixões. Esse projeto só foi possível com a ajuda de mais três estudantes sonhadores como eu: Julia Maria Marques Caetano: amante de tecnologia, estagiária na equipe de Inovação e Comunicação do Banco do Brasil. Sonha em se manter no ramo da tecnologia e mudar o mundo de algum modo, Giovani Drosda Lima: apaixonado por ciências da computação e espaço, deseja um dia ser um grande nome no campo do desenvolvimento tecnológico mundial e Thiago Antonio Deganutti: entusiasta de design gráfico, animação e fotografo nas horas vagas. Todos foram de suma importância para o desenvolvimento e conclusão desse projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *